29/08/2011

Tudo que é sustentável tem padrão de rede, afirma Augusto de Franco

Ele participou da conferência nesta segunda-feira e discutiu o impacto das redes sociais na sociedade

O netweaver e criador da Escola-de-Redes, Augusto de Franco, participou nesta segunda-feira (29) do Global Fórum América Latina (GFAL) 2011 com uma apresentação online sobre como as redes sociais impactam a sociedade.

Conversando ao vivo com os usuários cadastrados no site www.globalforum.com.br, Franco começou sua apresentação explicando que as redes sociais já são a sociedade e que tudo que é sustentável tem padrão de rede. "Redes são pessoas conectadas interagindo entre si", disse. Apesar do termo 'redes sociais' estar bastante difundido, o professor chamou a atenção dos usuários para a diferença entre redes sociais e mídias sociais. "As mídias são as ferramentas que a gente conhece como twitter e facebook. Reddes sociais são pessoas", alertou.

Com a ajuda da tecnologia, com celulares e computadores móveis cada vez menores e mais modernos, as pessoas estão sempre conectadas umas às outras. O grande problema, segundo Franco, é que as instituições e empresas ainda não acompanham esta tendência. "Elas são instituições hierárquicas, baseadas na disciplina e obediência, e redes são distribuídas e não centralizadas", explicou.

Para Franco, quanto mais distribuídas, mais conectadas são essas redes. "Quanto mais centralizada, menos provável de sobreviver. Se o centro acaba, acabam todos os nódulos e a organização perde pedaços", disse. Augusto citou o caso do ex-ditador egípcio Hosni Mubarak, deposto em levante popular, como um exemplo. Pessoas que não foram conduzidas por nenhum chefe e, a partir de sua interação, conseguiram se organizar para derrubar o então líder do Egito.

O GFAL 2011 discute como a gestão deve inovar para responder aos desafios da sustentabilidade. A conferência é uma iniciativa do Sistema Fiep, através de sua Universidade corporativa, a Unindus, em parceria com a universidade americana Case Western Reserve University, de Cleveland.

A conferência, que vai até quarta-feira (31), reunirá mais de 50 palestrantes. Todas as palestras e debates são virtuais, com conteúdos disponibilizados ao vivo pela internet. Os participantes podem organizar a programação de acordo com seu interesse. Ainda é possivel se inscrever através do site www.globalforum.com.br. Todas as palestras de segunda-feira poderão ser consultadas na terça-feira (30), através de uma plataforma na internet, no site do Global Forum.

Fonte: Agência FIEP